1 de mai de 2014

the earth is warmer when you laugh

eu ainda sou capaz de derramar uma lágrima ouvindo lion's mane. ou bird stealing bread. e o que leva um casal curtindo um fim de semana na praia a ouvir o mais depressivo dos álbuns do iron and wine eu não sei. no fim, nós nunca fomos o tipo de casal de que eu imaginava que faria parte um dia. éramos nós, emocionais demais, instáveis demais, intensos demais. eu já parei de contar o tempo há anos e lembrar não me causa qualquer tristeza, mas o cd acabou amaldiçoado, e eu nunca havia abandonado uma dezena de músicas dessa forma. não importa muito quando ou onde eu resolvo ouvir. o som dos acordes me leva de volta na mesma hora, e lá estamos nós, caminhando pelas ruas de uma praia vazia e esquecida no sol de maio. o que foi que o tempo fez com a gente? eu já não tenho certeza a respeito das coisas que eu de fato disse ou que só imagino ter dito. eu disse que queria te conhecer agora? eu disse que sou outra? eu disse que te amei? mas basta trocar a banda. como se tudo se resumisse a um mecanismo qualquer que duas músicas são capazes de acionar. liga e desliga. amor e desamor.